O vulcão Tungurahua, localizado no Equador, continua liberando material incandescente depois de ter entrado novamente em erupção no domingo (27/11). Na última terça-feira (29/11), as autoridades decretaram alerta laranja para vários povoados vizinhos.

"O processo eruptivo mantém emissão constante de cinzas, alcançando até 4 km sobre o cume", informou o Instituto Geofísico (IG) em seu relatório mais recente.

A instituição informou, ainda, a emissão de blocos incandescentes e fluxos piroclásticos (mistura de gases, cinzas e fragmentos de rocha a temperaturas de até 800 graus centígrados), que desceram a 1 mil metros da cratera.

"A parte alta do vulcão, os vales e suas desembocaduras são as áreas de maior risco", embora "não tenham ocorrido nem chuvas nem avalanches", acrescentou o IG, que registrou dez explosões.

Fonte: Zero Hora

Créditos Destaque: Pablo Cozzaglio / AFP