A solenidade de posse da ministra Rosa Maria Weber Candiota da Rosa no Supremo Tribunal Federal (STF) ocorre nesta segunda-feira (19/12), às 10h, no Plenário da Corte. O decreto de nomeação da ministra foi publicado na edição extra do Diário Oficial da União divulgada na última quinta-feira (15/12). Assinado pela presidente da República, Dilma Rousseff, o decreto confirmou a ministra Rosa Weber na vaga deixada pela ministra Ellen Gracie, que se aposentou em agosto deste ano. Com a posse, o Supremo completa o quadro de 11 ministros.

A ministra foi sabatinada pelo Senado no dia 06/12. Após mais de cinco horas de sessão, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, com 19 votos favoráveis e 3 contrários, a indicação para o cargo de ministra do STF.

Biografia

Gaúcha, nascida em Porto Alegre, Rosa Weber se formou em direito em 1971, na Ufrgs (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Começou a trabalhar como servidora pública em 1975. Foi Inspetora do Trabalho do Ministério do Trabalho (DRT/RS), mediante concurso, até 1976, quando ingressou na magistratura como juíza substituta. Em 1981, foi promovida por merecimento ao cargo de Juíza Presidente, que exerceu sucessivamente nas Juntas de Conciliação e Julgamento de Ijuí, Santa Maria, Vacaria, Lajeado, Canoas e Porto Alegre. Na Capital, presidiu a 4ª Junta de Conciliação e Julgamento de 1983 a 1991.

Convocada para atuar na segunda instância em diversas situações, desde 1986, foi promovida por merecimento em agosto de 1991 ao cargo de juíza do TRT da 4ª Região, onde integrou e presidiu a 5ª e a 1ª Turmas, a 1ª e a 2ª Seção de Dissídios Individuais, a Seção de Dissídios Coletivos, o Órgão Especial e o Tribunal Pleno. Foi presidente do TRT no biênio 2001-2003, após ter sido vice-corregedora, na forma regimental, de março a dezembro de 1999, e corregedora regional, por eleição, no biênio 1999-2001.

Participou do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho, na qualidade de corregedora regional e, depois, de presidente do TRT gaúcho, de dezembro de 1999 a 2003, além de exercer os cargos de tesoureira (1979-1980) e vice-presidente (1986-1988) da Associação dos Magistrados do Trabalho da 4ª Região. Convocada em maio de 2004 para atuar no Tribunal Superior do Trabalho, em 21/02/2006 tomou posse no cargo de ministra.

Fonte: Correio do Povo

Créditos Destaque: Antonio Cruz / ABr / CP