No último sábado (06/04), o assaltante Roger de Almeida Waszak, conhecido como Canarinho, foi preso e levado ao Presídio Central de Porto Alegre. Ele estava foragido desde o dia 2 de janeiro, por não se apresentar no Instituto Penal de Canoas, onde cumpria pena no regime semiaberto. Roger ainda soma em sua ficha criminal condenações superiores a 32 anos.

Resultado de uma ação realizada pela Delegacia Regional de Porto Alegre e apontado pela Polícia Civil como suspeito dos assassinatos de seis taxistas no Estado e no Uruguai, ele negou as acusações. No entanto, conforme os policiais, o método usado por ele anos atrás, coincide com a posição onde foram dados tiros nos seis taxistas encontrados mortos.

Nesta segunda-feira (08/04), será ouvido por agentes e passará por reconhecimento de testemunhas dos recentes crimes, uma vez que algumas características do foragido, não combinam com as descrições feitas por testemunhas. “Só se sabe que ele era assaltante de taxistas e estava foragido”, conta o chefe de polícia, delegado Ranolfo Vieira Júnior.

Fonte: Zero Hora

Crédito destaque: Fabiano do Amaral / Correio do Povo