Veroni. Foto: Pedro Xavier

Na Revista Evidência de novembro, os aspirantes a vice-prefeito de Gravataí relatam como será a atuação no governo, caso vençam as Eleições 2020. Fizemos as seguintes perguntas aos candidatos: “Quais serão suas contribuições para a cidade, caso seja eleito?” e “Como será a sua participação na gestão municipal?”. Cada convidado pôde encaminhar uma resposta de até 900 caracteres com espaço. Hoje, destacamos um dos depoimentos fornecidos à reportagem:

Relato de Veroni Rauber, candidata a vice pelo PL, partido que tem Claiton Manfro como aspirante a prefeito:

“Atuei como extensionista social da Emater/RS por quase trinta anos e conheço a realidade e as necessidades das comunidades rurais, urbanas e populações tradicionais. Contribuirei na implementação de políticas de inclusão social e produtiva para o campo e para a cidade, bem como na defesa e garantia de direitos sociais das populações mais vulneráveis. Terei uma participação efetiva na gestão, pois temos como meta do Plano de Governo do PL a construção de políticas municipais que contemplem melhorias de infraestrutura nas áreas rurais, o apoio à produção, o beneficiamento e à comercialização de produtos da agricultura familiar e demais empreendimentos da economia solidária. As políticas de organização comunitária, de incentivo aos pequenos comerciantes, de qualificação profissional e de segurança alimentar, terão especial atenção em nossa gestão.”

Perfil: Veroni Rauber Fernandes, de 50 anos, é aposentada. Natural de Barros Cassal, casada com Luiz Carlos Fernandes e mãe de Jean Carlo e Renan.