Rosane. Foto: Frederico Mombach

Na Revista Evidência de novembro, os aspirantes a vice-prefeito de Gravataí relatam como será a atuação no governo, caso vençam as Eleições 2020. Fizemos as seguintes perguntas aos candidatos: “Quais serão suas contribuições para a cidade, caso seja eleito?” e “Como será a sua participação na gestão municipal?”. Cada convidado pôde encaminhar uma resposta de até 900 caracteres com espaço. Hoje, destacamos um dos depoimentos fornecidos à reportagem:

Relato de Rosane Bordignon, candidata a vice pela coligação A esperança que vem do povo, composta pelo PDT, Avante e PCdoB.

“Ao contrário de muitos que apresentam candidatos a vice decorativos, eu terei um papel fundamental no governo por ser uma pessoa com grande experiência de gestão e política. Minha ideia é participar de todas as decisões e governar lado a lado com a prefeita Anabel Lorenzi e a população de Gravataí, através da participação popular. A cidade é grande, porém com graves problemas na saúde, na educação e precisa atrair novos investimentos para que as pessoas possam ter emprego, renda e qualidade de vida. Gravataí merece e precisa de duas gestoras competentes e que conhecem o município.”

Perfil: Rosane Massulo Bordignon tem 57 anos, é professora. Gravataiense, casada com o ex-prefeito Daniel Bordignon. Tem duas filhas, Nyaya e Danielle, e uma neta, Lara.