O verão começa nesta quinta-feira (22/12) e com a estação também chegam as altas temperaturas. Para garantir o abastecimento de água da população nos meses de janeiro e fevereiro, na manhã de ontem (21/12) autoridades e técnicos da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMMA) e da Companhia Rio-grandense de Saneamento (Corsan) vistoriaram o nível do Rio Gravataí nos pontos de captação dos municípios de Alvorada e Gravataí. A medição constatada pelos técnicos foi de 1,24 metros, bem abaixo do nível ideal, que é acima dos 2 metros.

São fatores que contribuem para o baixo nível do rio nesta época do ano, conforme aponta o diretor-presidente da Fundação do Municipal do Meio Ambiente (FMMA), Sérgio Sampaio, o período de estiagem dos últimos dois meses, o uso intensivo da água na irrigação das lavouras de arroz e o aumento do consumo pela população, devido às altas temperaturas. “Agora no verão é fundamental que todos contribuam na economia da água, para que este recurso não falte para o consumo da população. Se o nível chegar ao estado de alerta, que é 1 metro, teremos que preparar medidas como reduzir a captação de água para a lavoura de arroz”, ressalta o presidente da FMMA.

A Bacia do Rio Gravataí abastece mais de 1 milhão de pessoas das cidades de Gravataí, Cachoeirinha, Alvorada, Viamão, Glorinha, Santo Antônio da Patrulha, Canoas (Zona Norte) e Porto Alegre (Zona Norte).

Fonte: Prefeitura de Gravataí

Créditos Destaque: Prefeitura de Gravataí