Ministros e presidentes de bancos centrais do Grupo dos Vinte (G20) estão reunidos no México para um encontro de dois dias. A reunião permitirá revisar os novos alarmes do cenário econômico mundial e as medidas para corrigir problemas de fundo.

Nos últimos meses, a crise na Europa concentrou a maior parte das preocupações conjunturais do G20 e parece ter aberto passagem aos riscos do precipício fiscal que enfrenta os Estados Unidos se não se fecharem consensos políticos para o próximo ano.

Além dos temas de conjuntura, serão analisados outros assuntos de fundo como a volatilidade nos preços internacionais das matérias-primas e o avanço da regularização financeira internacional.

A lista de presentes não foi divulgada pelos organizadores, mas notáveis ausências são esperadas. Entre elas, a do secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geither, e do titular do Banco Central Europeu, Mario Draghi.                           

A reunião que começou neste domingo é a última que o México coordena como presidente rotativo do G20, uma função que termina no final deste mês, quando passará o bastão à Rússia.

* O G20 é formado 19 países – Argentina, Austrália, Alemanha, África do Sul, Brasil, Canadá, China, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, República da Coreia, Rússia, Arábia Saudita, Turquia, Reino Unido, Estados Unidos e França – mais a União Européia.

Fonte: G1

Créditos destaque: Reprodução site The Telegraph