O Esporte Clube Cruzeiro teve o seu recurso negado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Gaúcha de Futebol. O pedido era para que ocorresse a devolução dos seis pontos perdidos pela suposta escalação irregular do atacante . No  julgamento, realizado ontem (06/03), a manutenção da punição foi definida por unanimidade em votação que terminou em 7 a 0.

O presidente Dirceu de Castro, em entrevista ao repórter Filipe Gamba, da Rádio Gaúcha, disse: “Infelizmente, confirmaram aquilo que a gente esperava. Dificilmente aqui se reverteria essa situação. Havia um pré-julgamento que o Cruzeiro estava errado. A gente não tinha outra expectativa senão a derrota. Ainda vamos tentar reverter a perda destes pontos”.

Jô se destacou no próprio Cruzeiro na temporada passada. Depois, sem atuar no time principal, passou pelo Inter. Ainda em 2011, jogou no Vila Nova-GO e Luverdense-MT, retonando ao Cruzeiro para o Gauchão de 2012. Agora, o time da Capital deve tentar a retomada dos pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio de Janeiro.

Fonte: Zero Hora

Créditos Destaque: Marcelo Campos/MC10 Divulgação