Por 26 votos a um, a Assembleia Legislativa aprovou, em sessão extraordinária na manhã de hoje (19/12), o projeto do Poder Executivo que concede reajuste de 28,98% ao salário básico do magistério estadual, dividido em três parcelas: 6,5% em novembro de 2013; 6,5% em maio de 2014; e 13,72% em novembro do mesmo ano.      

Após a votação, membros do Cpers, que acompanhavam a sessão nas galerias da assembleia, protestaram contra o resultado. Contrários ao reajuste parcelado, os sindicalistas queriam o pagamento integral do piso nacional do magistério e dizem não aceitar a proposta do governo estadual.

Fonte: Assembleia Legislativa

Créditos destaque: Sxc.hu