A Quinta da Estância, maior fazenda de turismo rural pedagógico do Brasil, foi agraciada na noite desta segunda-feira (16) com o I Prêmio Inovação do Turismo RS, promovido pela Secretaria do Turismo do Rio Grande do Sul. A fazenda foi reconhecida na categoria mais concorrida da premiação: melhores práticas em atendimento/hospitalidade – foco em inovação. Os fundadores da Quinta da Estância, Lucídio Goelzer e Sônia Sittoni Goelzer, receberam o troféu das mãos do Governador do Estado, Tarso Genro, em solenidade realizada no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. A iniciativa mobilizou diversas regiões do estado e contou com 178 trabalhos.

Para Lucídio Goelzer, a premiação é consequência do esforço realizado diariamente pela equipe da Fazenda, que preza pela defesa da natureza e se preocupa em proporcionar bem-estar aos visitantes. “Nosso trabalho é feito por pessoas que acreditam em um mundo melhor, justo para as pessoas, para os animais e para o ambiente. Esse é o conceito que tentamos passar para nossos visitantes, mostrando a eles que qualidade de vida se faz com respeito, criatividade e inovação”, afirma.

Fundada em 1992, a Quinta da Estância foi a primeira fazenda de turismo rural pedagógico neutra de carbono no Brasil, onde todos os gases causadores do efeito estufa gerados por cada evento ou passeio, desde o transporte até a fazenda, incluindo os gastos de energia elétrica, gás de cozinha, consumo de combustíveis, geração de resíduos etc, são neutralizados pelo plantio de árvores nativas na própria fazenda. Responsável pelo 1º Criadouro Conservacionista do Brasil com finalidade pedagógica, o local cria e reproduz animais silvestres como papagaios, tucanos, emas, araras, capivaras, entre outros. Além disso, são mais de 100 opções de atividades ecológicas, de lazer e dinâmicas vivenciais que podem ser aproveitadas por idosos, adultos e crianças. 

Fonte: Enfato Multicomunicação

Créditos destaque: Divulgação