Um Boeing 777 da Malaysia Airlines com 298 pessoas a bordo caiu na Ucrânia nesta quinta-feira (17). Há a suspeita de que ele tenha sido abatido na região ucraniana de Donetsk, controlada por separatistas pró-Rússia que estão em confronto com o governo de Kiev.  Veja perguntas e respostas sobre a tragédia:

Evidências levantadas pelos Estados Unidos apontam que sim. De acordo com informações passadas por funcionários do governo à imprensa americana, um radar identificou um sistema de míssil terra-ar ser ativado e detectar uma aeronave logo antes de este avião cair. Um segundo sistema viu um sinal de calor no momento em que o avião teria sido atingido.

O autor não foi identificado, mas os EUA acreditam que o míssil que teria atingido o voo MH17 da Malaysia Airlines foi provavelmente disparado por separatistas pró-Rússia que estão no leste do país.

A investigação americana indica que o míssil tenha sido disparado do lado ucraniano da fronteira, e não do russo. O disparo teria sido feito por um sistema russo. Os rebeldes teriam como alvo um avião de transporte militar ucraniano.

Fonte: Globo.com

Crédito destaque: Reprodução