Kathellyn já conquistou várias premiações como intérprete vocal. Foto: Arquivo Pessoal
Troféu mais recente foi conquistado no Rodeio de Vacaria. Foto: Arquivo Pessoal

Aos quatro aninhos, Kathellyn Beatriz da Silva Garcia entrou no CTG Aldeia dos Anjos pela primeira vez, para acompanhar um ensaio irmão, Yohan. Talvez não imaginasse a trajetória que seguiria junto à instituição, mas, hoje, aos 16 anos, não consegue se imaginar distante de projetos que remetam à cultura gaúcha. A música despertou seu interesse bem cedo. Aos seis anos, cantou em um evento da patronagem e todos perceberam que o palco era o seu lugar. Sempre incentivada pelos pais, Tatiana e Cleiton Garcia, a jovem investiu na carreira de intérprete vocal, fazendo cursos e participando de festivais. Sagrou-se campeã já no primeiro rodeio que participou, em Capão da Canoa, quando tinha seis anos. Conquistou aproximadamente 120 troféus, não só como intérprete, mas em outras áreas com as quais se identifica, como a declamação. No Rodeio Internacional de Vacaria de 2020, seu talento foi reconhecido com a vitória no concurso com 17 jovens cantoras.

Jovem também realiza projeto para compartilhar conhecimentos sobre a cultura gaúcha. Foto: Arquivo Pessoal

Desde que conheceu o movimento tradicionalista, a adolescente tem procurado também compartilhar o que aprendeu com outras pessoas. A prenda desenvolve projetos junto ao departamento cultural do Aldeia dos Anjos para mostrar um pouco das tradições do estado, em especial ao público infantil, escolas e aos usuários da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que normalmente visitam o centro tradicionalista em ocasiões como a Semana Farroupilha. “Antes da pandemia, tinha iniciado aulas de música para crianças no CTG Amanhecer no Rincão. Pretendo retomar e também levar o projeto para outras comunidades”, salienta a cantora, que é fã de Analise Severo, Juliana Spanevello e Lú Schiavo. “Também admiro e tenho como referência intérpretes masculinos, como Pirisca Grecco, Jean Kirchoff e Marcelo Oliveira, que é de Gravataí e um orgulho para a nossa cidade!” Um dos planos da gravataiense é, em breve, iniciar a participação em festivais, como o Enart, na categoria adulta.