Nesta quinta-feira (27/06), o presidente da Câmara, Nadir Rocha, confirmou que o projeto de reajuste salarial dos vereadores será retirado da pauta de votações. O motivo da desistência seria a insatisfação popular com a proposta. Após os protestos de terça-feira (25/06), manifestantes puderam acompanhar a sessão do Legislativo municipal e reivindicaram contra o aumento.

O reajuste, proposto no Projeto de Lei nº 95/2013 seria de 2,66%, baseado na inflação. Em nota oficial, divulgada por meio de assessoria de imprensa, Nadir aproveitou para ressaltar que todas as despesas da Câmara estão relatadas no site do órgão. Segundo ele, os vereadores de Gravataí não recebem verba de gabinete, auxílio gasolina, cotas para uso de telefones celulares ou remuneração por sessões extraordinárias. 

Fontes: Assessoria de imprensa e site da Câmara de Vereadores de Gravataí

Créditos Destaque: Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Gravataí