Através do Projeto Barco de Papel, realizado pela prefeitura de Gravataí em parceria com a Associação dos Artistas Visuais do Vale do Gravataí (AGIR), jovens arrecadam materiais descartáveis como tampas, colheres de plástico, palitos de picolé, clipes e botões para transformá-los em objetos de arte e peças de artesanato.

As aulas ocorrem no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), localizado na Rua Coronel Fonseca, 995, no Centro. Durante os encontros, os alunos utilizam papel reciclado e material reutilizado como matéria-prima para produzir caixas de presentes, pesos de porta, agendas, álbuns de fotos, pinturas, desenhos e esculturas. O grupo também participa de feiras com o objetivo de comercializar os produtos e gerar renda.

O projeto é desenvolvido no turno inverso ao da escola e atende jovens entre 12 e 17 anos em situação de vulnerabilidade social que recebem auxílio para a passagem e lanche. As aulas têm a duração de seis meses, com frequência de duas vezes por semana. São quatro grupos totalizando 60 adolescentes participantes do programa social.

Fonte: Prefeitura de Gravataí