Os principais gêneros alimentícios que compõem a cesta básica apresentaram aumento de preços no mês outubro, em nove das 17 capitais onde é feita a apuração mensal dos valores. O estudo é realizado Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).                

São Paulo voltou a ter o valor mais alto após três meses. Para comprar os 13 itens da cesta, os consumidores tiveram que desembolsar R$ 311,55.

Porto Alegre, que no mês de setembro liderava a pesquisa, agora ocupa a segunda posição. Na capital gaúcha, o valor ficou em R$ 305,72.                 

Fonte: Agência Brasil

Créditos destaque: Reprodução site A voz da vitória