A banda Pouca Vogal se apresentou ontem (30/09) para um público acima de 800 pessoas, no Teatro do SESC Gravataí. O show fez parte da programação da 26º Feira do Livro de Gravataí, promovida pela Fundação Municipal de Arte e Cultura (FUNDARC), em conjunto com o SESC. O evento prossegue até o dia 4 de outubro (veja, abaixo, a programação de hoje).

Ao fundo, no cenário, pontuações eram refletidas pela iluminação, que harmonizava com as letras das canções. Violão, guitarra, bombo leguero, gaita de boca, teclado, viola caipira e sanfona foram, sincronizadamente e simultaneamente, tocados pelos músicos Duca Leindecker (líder e guitarrista da banda Cidadão Quem) e Humberto Gessinger (líder do grupo Engenheiros do Hawaii).

Músicas próprias do Pouca Vogal, como “Depois da Curva” e “Pra Quem Gosta de Nós”, foram tocadas junto a clássicas do Cidadão Quem, “Pinhal” e “A Força do Silêncio”, além de “Refrão de Bolero”, do Engenheiros do Hawaii. Não houve uma canção que não encerrasse ao som dos aplausos do público, durante o período de uma hora e meia de apresentação. Quando o show chegou ao fim, a plateia estremeceu a estrutura do SESC pedindo bis. Então, novamente os músicos subiram ao palco para cantar “Os Segundos” e “Infinita Highway”.


Pouca Vogal é cultura

O Pouca Vogal é um projeto paralelo de rock criado, em 2008, pelos cantores gaúchos Duca Leindecker e Humberto Gessinger. Essa não foi a primeira vez que Leindecker teve contato com a Feira do Livro de Gravataí. Em 2009, foi o patrono, quando já havia lançado suas duas obras: A Casa da Esquina (1999) e A Favor do Vento (2002). “Já tive o prazer de estar aqui na cidade antes. A estrutura desta Feira é muito bacana, e hoje tenho a satisfação de retornar ao município, com o Pouca Vogal”, declarou.

Gessinguer também tem experiência na área literária, tendo publicado os livros Meu Pequeno Gremista (2008), Pra ser Sincero (2009), Mapas do Acaso (2011), Agenda 2012, 366 Variações Sobre um Mesmo Tema (2011) e Nas entrelinhas do Horizonte (2012). “Vivemos numa sociedade cercada de números. Precisamos reforçar as letras. Nosso papel é fazermos isto através da música”, afirmou.

 

Programação de 01/10

14h – Bate-papo com o Patrono, o escritor Luiz Coronel (Teatro – SESC)

14h15min – Contação de histórias com Elisa Lucas (Praça da Feira)

15h – Espetáculo teatral Clube dos Cinco (Teatro do SESC)

15h15min – Contação de histórias com Elisa Lucas (Praça da Feira)

16h – Sessão de autógrafos com a escritora Verlaine Terres (Praça da Feira)

16h30min – Apresentação da União Brasileira de Trovadores – Gravataí (Praça da Feira)

18h – Abertura Oficial da Feira do Livro com a presença do Patrono Luiz Coronel (Praça da Feira)

19h – Espetáculo teatral de rua “Corsários Inversos” – Grupo Mosaico Cultural (Praça da Feira)

20h – Bate-papo com o Patrono, o escritor Luiz Coronel (Teatro do SESC)

21h – Espetáculo “A Poesia e a Música Social Brasileira” com Luiz Coronel e Sérgio Rojas (Teatro do SESC)

Fonte: Secom/Fundação de Arte e Cultura

Créditos destaque: Luciana Marques/Secom