Foto: Daniela Xu

Lançada no início de abril, a pesquisa que busca estimar o número de pessoas que já contraíram o coronavírus no Rio Grande do Sul chega à sexta rodada. A partir deste sábado (25/7), serão aplicados 4,5 mil testes rápidos, e realizadas entrevistas sobre ocorrência de sintomas, busca por assistência médica e rotina das famílias em relação às medidas de distanciamento social. Encomendado pelo Governo do Estado junto à Universidade Federal de Pelotas (UFPel), o estudo mapeia os casos da doença e acompanha a velocidade de disseminação do contágio entre os gaúchos.

Até a próxima segunda-feira (27/7), o objetivo é visitar 500 domicílios em cada um dos nove municípios escolhidos: Canoas, Caxias do Sul, Ijuí, Passo Fundo, Porto Alegre, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Uruguaiana. A seleção das residências e dos moradores ocorre por meio de um sorteio aleatório, utilizando os setores censitários do IBGE como base. Para a realização do exame, os entrevistadores coletam uma gota de sangue da ponta do dedo do participante. A amostra é analisada pelo aparelho de testes em aproximadamente 15 minutos.

Os resultados da última rodada, divulgados no final de junho, já identificaram o avanço da pandemia. Na oportunidade, o estudo estimava que cerca de 53 mil pessoas, equivalente a 0,47% da população gaúcha, tivesse anticorpos para a doença. O dado representa um gaúcho infectado para cada 214 habitantes. A quinta etapa do estudo apontou ainda uma queda no índice de isolamento no intervalo de um mês, ao estimar que apenas 12,7% dos entrevistados alegaram estar sempre em casa. No final de maio, eram 14,5%. Além da etapa deste fim de semana, o cronograma prevê mais duas rodadas: a sétima deve acontecer de 22 a 24 de agosto, e a oitava, de 26 a 28 de setembro.

Fonte: Governo do Estado