As agências espaciais norte-americana (Nasa) e brasileira (AEB) firmaram, nesta quinta-feira (27/10), dois acordos de cooperação para pesquisas sobre a camada de ozônio e o regime de chuvas na Terra. Os textos foram assinados nas dependências do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) pelo astronauta e diretor da Nasa Charles Bolden e pelo diretor da AEB Marco Antonio Raupp. Com a parceria, o Brasil deve compartilhar equipamentos, dados, treinamento e tecnologia americana.

O primeiro acordo prevê a cooperação entre os dois países no projeto Medidas Globais de Precipitação (GPM, em inglês), uma iniciativa dos norte-americanos com a agência espacial japonesa (Jaxa) para estudos sobre chuvas no nosso planeta. O sistema reúne informações sobre a precipitação de chuvas e neve, incluindo imagens em 3-D mais apuradas.

Já o segundo projeto entre as agências espaciais tem como objetivo estudar a camada de ozônio que reveste a Terra. A cidade de Maxaranguape, no Rio Grande do Norte, será a base de lançamento de balões atmosféricos para análises.

Esta é a primeira viagem feita à América do Sul nos últimos oito anos por um administrador da agência espacial dos EUA.

Fonte: G1 e Folha Online

Créditos Destaque: Mário Barra / G1