A Polícia e a Receita Federal deflagraram, na manhã desta terça-feira (11/10), a Operação Heráclidas. São cumpridos 28 mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e em São Paulo. São investigadas pessoas que atuam no comércio exterior e que enviariam recursos para fora do país, de forma ilegal, para pagamento da diferença de preços em importações subfaturadas ou para pagar mercadorias introduzidas clandestinamente no Brasil.

As buscas são feitas em Cachoeirinha, Porto Alegre, Lajeado, Novo Hamburgo, Sapiranga, Canela, São Francisco do Sul (SC), São Caetano do Sul (SP) e São Paulo (SP). O objetivo é apurar irregularidades tributárias e de comércio internacional, crimes contra o sistema financeiro, como evasão de divisas, manutenção não declarada de recursos no exterior e sonegação de informação em câmbio, formação de quadrilha, contrabando e descaminho e lavagem de dinheiro.

Participam da operação 150 policiais federais e 80 auditores fiscais e analistas da Receita Federal. A investigação iniciou em fevereiro, a partir de informações da Operação Hércules, de 2009. O foco dessa ação era desarticular os "doleiros" que disponibilizavam os meios para a evasão de divisas e eventual lavagem de dinheiro. Heráclidas, na mitologia grega, era o termo utilizado como referência aos clãs de descendentes de Hércules.

Fonte: Correio do Povo

Créditos Destaque: Divulgação