Mais uma vez… Natal! Para marcar artisticamente essa data iluminada, a Revista Evidência propôs, este ano,  um Natal literário. Assim surgiu a proposta do Concurso de Contos “O espírito do Natal em Evidência”, cujo intuito foi promover a cultura local e, ao mesmo tempo, a propagação de valores por meio da escrita literária. Entre setembro e novembro, foram recebidos contos de inspirações e temáticas diversas. Contos que, de um modo ou de outro, expressaram reflexões e valores vinculados ao espírito do Natal. Contos que falaram de amor e morte, guerra e paz, felicidade e tristeza, solidão e companheirismo. Contos que emocionaram por sua delicadeza e simplicidade.

Na manhã desta quinta-feira (22/12), a Revista Evidência entregou a dois dos três vencedores as devidas premiações. Aline Cristian Cruz Silva, que ficou em segundo lugar, com o conto “Um Natal inesquecível” e Jackson Felipe Reis, de 18 anos, que foi o grande vencedor, com o conto “O carvalho desajeitado”, acompanhado dos pais Cleusa e Lauri, estiveram na redação da Evidência.

Aline levou para a casa o certificado de participação, a assinatura da Revista Evidência por um ano, além das obras literárias “Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoiévisk e “Cecília de Bolso”, de Cecília Meirelles. A autora do segundo melhor conto não escondeu a satisfação: “Será a minha leitura das férias! Adorei!”.

Ganhando o concurso, Jackson levou para casa o certificado de participação, a assinatura da Revista Evidência durante um ano, além do tão sonhado prêmio: um notebook, entregue em parceria com a Casa do Computador, de Gravataí.

Jackson é graduando em Sistemas de Informação pela Faculdade Cenecista Nossa Senhora dos Anjos (FACENSA), auxiliar de escritório da empresa Massas Romena e veio para Gravataí em 2001. Desde pequeno, sempre teve inclinação pela literatura, o que pode ser comprovado por suas três obras publicadas: Os traficantes da Rua Voluntários (2005), Cem anos (2007) e Guardião do tesouro perdido (2008). Seu gosto literário estende-se para praticamente todos os estilos de livros, apesar de gostar mais de romance policial. Para Jackson, a leitura é mais que um prazer, é um hábito.

A proprietária da Casa do Computador, Michele Fabiane Pereira de Oliveira, ao lado do premiado Jackson.

A coordenadora da seção Arte é…vidência, Cimara Valim de Melo junto com a vencedora Aline.

Jackson junto com os pais Lauri e Cleusa.

No destaque, a coordenadora da seção Arte é…vidência, Cimara Valim de Melo, Jackson, Aline e a assistente de redação da Revista Evidência, Camila Neves Guimarães. Créditos: Revista Evidência