A Organização Mundial da Saúde(OMS) informou, nesta segunda-feira (10/06), que o novo Coronavírus Mers (Síndrome Respiratória Coronavírus do Oriente Médio) pode se transformar em uma pandemia.

Para que isso não ocorra, a OMS está divulgando novas diretrizes para orientar profissionais de saúde a se manterem atentos aos sintomas da doença.

Segundo a organização, também há um alerta em relação a duas variações de gripe aviária capazes de infectar os seres humanos: os vírus influenza A (H5N1), que surgiu há dez anos, e (H7N9), detectado desde março na China.

O Coronavírus Mers causa tosse, febre e pneumonia e já ocasionou a morte de 60% dos infectados. Viajantes já o transportaram do Oriente Médio a alguns países da Europa, além de Jordânia, Qatar, Tunísia e Emirados Árabes.  

Fonte: G1

Créditos Destaque: AFP