Imagem ilustrativa/Pixabay

A medida que o número de casos suspeitos e confirmações cresce, as autoridades brasileiras reforçam o alerta: ficar em casa é a solução para evitar a propagação em grande escala do vírus. O Ministério da Saúde aponta que o isolamento domiciliar é importante para reduzir a transmissão e assim, não sobrecarregar ainda mais o sistema, que já enfrenta dificuldades para atender tamanha demanda. No Brasil, os dados divulgados até a segunda (23/3) indicam que já foram confirmados 1891 casos, sendo que 34 pessoas morreram em decorrência da infecção, 30 no estado de São Paulo e as demais no Rio de Janeiro. No Rio Grande do Sul, 96 pessoas tiveram a confirmação. Gravataí segue sem casos confirmados para Covid-19.

Cuidados no domicílio

Confira as dicas fornecidas pela Secretaria Municipal da Saúde:

– Não compartilhar alimentos, copos, talheres, chimarrão, toalhas e objetos de uso pessoal;

– Evitar tocar olhos, nariz ou boca;

– Lavar as mãos várias vezes ao dia com sabão e água, ou usar álcool gel, principalmente depois de tossir ou espirrar;

– Não receber visitas enquanto os sintomas persistirem;

– Enquanto permanecer com sintomas respiratórios, deve usar máscara cirúrgica ao sair do seu quarto e trocar a máscara sempre que estiver úmida;

– Na ausência da máscara, proteger a boca e o nariz ao tossir ou espirrar com lenços descartáveis (ex: papel higiênico, papel toalha, guardanapo ou lenço de papel);

– Ficar em quarto sozinho (se possível) e mantê-lo ventilado;

– Sair de casa apenas em situações emergenciais. Ao sair de casa, sempre colocar máscara cirúrgica.

– Se houver piora dos sintomas, procurar o hospital de referência.