A tarde desta quarta-feira (30/07) foi recheada de atrações comemorativas aos 40 anos do Museu Municipal Agostinho Martha. Fizeram parte deste dia especial apresentações de dança do Grupo da Associação de Aposentados e Pensionistas de Gravataí (Asapeg), da Banda Municipal e da Banda do 3º RCG – Regimento de Cavalaria de Guarda, bem como visitas guiadas.

O início das comemorações ficou por conta da apresentação da banda do 3º RCG, cujo repertório incluía “Doce Desejo”, “Amor Perfeito” e “Marcha da Guerra Brasil”, entre outras. A apresentação foi finalizada com a canção “Saudação”, de Villa-Lobos, em homenagem ao aniversário do museu. Fundada em 1971, a banda possui atualmente 22 músicos.

O diretor adjunto da Fundação Municipal de Arte e Cultura (Fundarc), Neri Facin, falou da alegria de poder prestigiar os festejos. “O museu hoje comemora uma data muito importante e especial, quero agradecer a essa banda do Regimento Osório, que veio de Porto Alegre abrilhantar nosso dia de festa, e ao público que se faz presente aqui”, agradeceu.

O coordenador geral da banda, Tenente Braga, agradeceu a oportunidade de participar. “Poder estar aqui, nesse momento em que o Museu de Gravataí comemora 40 anos de existência, e poder prestar essa homenagem, nos deixa muito feliz”, disse.

O Grupo de Danças da Asapeg apresentou duas coreografias com seis integrantes. O diretor de esportes da associação, José Cláudio Nunes, observou que atualmente o idoso está saindo mais de casa e vindo para a rua. “A terceira idade procura agregar conhecimentos em sua vida e um lugar que eles procuram é o Museu Municipal”, comentou.

A ala de percussão e a linha de frente da Banda Municipal de Gravataí também fizeram uma bela apresentação, que encantou o público presente. O coordenador da banda, Ivan Silveira de Souza, destacou a importância de comemorar os 40 anos do museu. “A banda é composta por 42 pessoas com idades entre sete e 56 anos. Hoje estão 25 que formam a ala de percussão, pois não podíamos deixar de estar aqui nessa data histórica”, destacou.

A visita guiada foi realizada pelo guia do museu e professor de História João Carlos Ilha, que contou a história de Gravataí, assim como a vinda dos negros, dos colonos portugueses e alemães. “Gravataí teve a primeira escola pública do estado, a Escola dos Meninos, criada para os índios”, explicou.

O diretor do Museu, Getúlio Xavier Osório, agradeceu a presença de todos e falou de sua satisfação em poder fazer parte da história da cidade. “Estou há 26 anos à frente do Museu. Este trabalho é de doação e respeito à história da cidade”, disse.

Fonte: gravatai.atende.net

Créditos destaque: Prefeitura de Gravataí