Foto: Divulgação/PMG

O prefeito Luiz Zaffalon participou, na manhã de quinta-feira (4/3), de uma reunião virtual do Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) com representantes da vacina Sputnik V. Foi discutida a possibilidade de os municípios comprarem doses do imunizante russo para o combate à Covid-19. “Estamos buscando alternativas de compra, caso o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde não possa atender a todas as nossas necessidades”, afirma Zaffa.

Na última quarta-feira, 3, o Ministério da Saúde anunciou a previsão da chegada de 400 mil doses da vacina Sputnik V no Brasil. Mesmo que o imunizante ainda não tenha sido aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), todos os governantes acreditam que este passo é uma questão de tempo. Por isso, o consórcio da Granpal, que trabalha pela aquisição de vacinas pelos municípios interessados, já está fazendo as tratativas com o fornecedor. As doses custam, em média, U$ 10 (dólares).

A vacina desenvolvida na Rússia é aplicada em duas doses. No mês passado, resultados publicados na revista científica “The Lancet” apontaram que a Sputnik V teve eficácia de 91,6%. Isso significa que, nos testes de fase 3, ela conseguiu reduzir em 91,6% os casos de Covid-19 no grupo vacinado em relação ao grupo não vacinado.

Fonte: Prefeitura de Gravataí