Foto: Divulgação/Daer

A última camada de pavimentação da RS-118 está sendo executada com um material inédito nas obras gaúchas: uma mistura descontínua formada por asfalto-borracha e pedra britada. Conhecido por proporcionar maior vida útil às rodovias, esse produto estará nos 21,5 quilômetros que estão sendo duplicados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Logística e Transportes e o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). Conhecida internacionalmente por gap graded, a mistura começou a ser aplicada neste mês na RS-118. O material dá mais aderência ao pavimento, o que facilita a frenagem dos veículos em dias chuvosos.

Conforme o professor do programa de pós-graduação em Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Jorge Ceratti, esse tipo de massa asfáltica é mais adequada para a rodovia do que as misturas tradicionalmente usadas. “Além de evitar a derrapagem, oferece mais resistência aos afundamentos de trilha de roda, que são as depressões provocadas pelo alto fluxo de caminhões”, ressalta. “Alguns Estados, como São Paulo, já utilizam a mistura descontínua com sucesso em estradas com alto fluxo de veículos, especialmente as empresas concessionárias”, acrescenta.

Ceratti afirma que o gap graded aumenta em 100% a resistência das rodovias. “A mistura descontínua traz uma vida útil de cerca de 20 anos contra os cerca de dez anos que a maioria dos pavimentos oferece”, frisa. De acordo com o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino, até o fim do ano a população poderá conferir os efeitos da tecnologia aplicada na RS-118. “As obras estão com mais de 90% dos serviços concluídos e com frentes em atividade em todos os três lotes ao longo dos 21,5 quilômetros entre Sapucaia do Sul e Gravataí”, informa. “Ainda em 2020, também pretendemos licitar duas das seis passarelas para pedestres previstas: uma em Sapucaia do Sul, no quilômetro 5,1; e outra em Cachoeirinha, no quilômetro 10. Os recursos financeiros estão garantidos e a construção inicia logo após a definição das empresas vencedoras.”

Fonte: Governo do Estado