A Reunião extraordinária especial, realizada nesta quarta-feira (27/03), no Plenário da Câmara de Vereadores de Gravataí, marcou a primeira manifestação oficial do prefeito Marco Alba, em cumprimento ao que prevê o artigo 28 da Lei Orgânica do Município.

Em um clima de cordialidade saudou a mesa diretora e os 21 vereadores que estavam presentes na oportunidade, afirmando este ser um ato extremamente significativo, pela ação respeitosa e importante na busca de soluções para a cidade.

Durante mais de três horas, relatou que o município se encontra em uma situação crítica e fez um detalhado diagnóstico dos temas que se apresentam ao poder público, destacando os passivos a partir de cinco eixos: financeiro/histórico, gestão/organização, ambiental, infraestrutura e social. Marco Alba relatou alguns problemas já enfrentados por administrações anteriores, e adiantou que algumas medidas estão sendo efetuadas: “estamos tentando corrigir”, afirmou o prefeito, mas enfatizou que as ações serão tomadas a partir da capacidade da cidade. “Não estou aqui para dar soluções milagrosas em curto prazo”, concluiu. 

Em seu relatório apontou a ausência de um sistema de informática, para gerenciar toda a administração, incluindo gestão de grandes despesas, como na educação e saúde e ausência de estrutura física administrativa. Este cenário configura um desafio para nova gestão, mas como explica o prefeito, há um plano de ação com medidas permanentes e duradouras e que seu objetivo é o compromisso com a população.

Após apresentação do diagnóstico, o prefeito permaneceu respondendo aos questionamentos dos vereadores.

Fonte: Secom-PMG / Revista Evidência

Crédito destaque: Guili Bolfoni/SECOM PMG