O vereador Joaquim Fortunato (PSB), Presidente da Câmara de Cachoeirinha, teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral, na Região Metropolitana. A decisão foi da juíza Rosália Huyer, que aceitou a denúncia de compra de votos, feita pelo Ministério Público Eleitoral.

Fortunato foi acusado de ter oferecido R$ 100 para dois eleitores da cidade, duas semanas antes da eleição do dia 07/10. A denúncia partiu do relato de um ex-acessor do parlamentar. Além da perda do diploma, foi aplicada também uma multa no valor de R$ 3 mil.

Fonte: Ministério Público / Rádio Guaíba

Créditos destaque: Reprodução Terra