Os pré-projetos dos corredores metropolitanos de ônibus, obras complementares ao Metrô da capital gaúcha, foram aprovados na última quarta-feira (09/11), pela Coordenação Executiva do PAC Mobilidade, no Ministério do Planejamento. Ajustes foram solicitados, mas a principal novidade, conforme o governo gaúcho, é de que o montante de investimentos subiu para R$ 320 milhões, sendo R$ 20 milhões em contrapartida das oito prefeituras que receberão as obras.

A proposta de arranjo financeiro foi apresentada em Brasília pelo secretário do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, durante uma reunião com o coordenador do PAC no Ministério do Planejamento, Maurício Muniz. Os recursos serão divididos nos três eixos envolvidos no projeto:

Eixo Nordeste – R$ 165 milhões (Cachoeirinha, Gravataí e Alvorada)
Eixo Norte – R$ 120 milhões (Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo)
Eixo Sudeste – R$ 35 milhões (Viamão)

Entre os ajustes, está a estruturação de corredores de ônibus com faixas de horários exclusivas para a circulação de coletivos, além de uma solução para a faixa de 2 quilômetros entre Cachoeirinha e Porto Alegre. Ficou acertado, ainda, que o governo do estado assumirá a responsabilidade pelo viaduto da ERS 118, entre Cachoeirinha e Gravataí.

Uma nova reunião foi agendada para 21/11, com a equipe técnica do PAC, no Ministério das Cidades. Neste encontro o governo do RS terá de mostrar os projetos atualizados.

Fonte: Correio do Povo

Créditos Destaque: skyscrapercity.com