Nesta manhã (26/03), ocorreu em frente ao Fórum da Justiça Estadual da cidade, o movimento “Indignados: Crise no Judiciário de Gravataí”. A iniciativa contou com a presença do presidente da Subseção da OAB gravataiense, Deivti Dimitrios Porto dos Santos, autoridades, representantes da Câmara, entre outras entidades representativas.

O ato buscou a atenção dos gestores do Tribunal de Justiça, Presidentes, Juízes e Corregedores para que valorizem a Comarca de Gravataí, que atualmente está sobrecarregada.  Na oportunidade, quem estava presente se reuniu para realizar um abraço simbólico, que representou o fechamento do Fórum e demonstrou a insatisfação da prestação jurisdicional da Justiça Estadual.

De acordo com Deivti, o objetivo é chamar a atenção do sério problema que é a ineficiência de estrutura do Poder Judiciário. “Precisamos de socorro! As varas mais prejudicadas são a Cível e a da Família. Nós temos 22 mil processos, sendo que cada cartório possui apenas três servidores”, relata o presidente.

Estas reivindicações se repetem das gestões anteriores, e como explica Deivti, se providências não forem tomadas, a tendência é que o quadro fique cada vez pior. O presidente ainda revela que está aguardando uma resolução. "Esperamos que o Tribunal leve a sério o movimento e a nossa cidade. Se não tomar uma providência urgente, o caso será encaminhado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a título de mostrar a gravidade da situação”, finaliza Deivti.

Fonte: Revista Evidência

Crédito destaque: Divulgação OAB RS Gravataí