Uma das etapas que definirá as áreas abrangidas pelos cursos que serão inicialmente oferecidos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFsul), foi finalizada nesta quarta-feira (27/06). A segunda Audiência Pública, realizada na Câmara de Vereadores, foi assistida por representantes e alunos de escolas municipais e estaduais – integrantes da amostragem realizada para definição dos eixos tecnológicos do Campus Gravataí, além de autoridades, vereadores, empresários e representantes de entidades da cidade.

Os indicadores apresentados – pesquisas nas escolas – serão avaliados juntamente com dados socioeconômicos da região, como fatores de empregabilidade e oferta de cursos da mesma didática em outras instituições. Para isso, Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí (Acigra) fornecerá dados relevantes que desenham o perfil local. Após, possivelmente, será definida um terceiro encontro. Ás áreas mais citadas na pesquisa estão Administração, Informática e Enfermagem.

“A partir destas informações, avaliaremos os cursos mais interessantes a serem oferecidos, por isso, a presença da comunidade é tão importante”, frisou Renato Louzada Meireles, titular da Comissão de Implantação do Campi – fase 3. Uma das definições anunciadas é de que, pelo menos metade das vagas será destinada a estudantes de escolas públicas, privilegiando assim, famílias de menor poder aquisitivo.

Fonte: Secom
Crédito destaque: Secom/ PMG