Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre locomoção urbana, divulgada na última quarta-feira (17/08), aponta que 54% dos brasileiros consideram o transporte público ineficiente.

O estudo, realizado com 2.002 entrevistados, em 141 municípios, indicou que 39% dos brasileiros consideram o sistema de transporte público de sua cidade ótimo ou bom, 28% o classificam como ruim ou péssimo, 26% o consideram regular e 8% não responderam.

Ainda segundo a pesquisa, para 24% da população, a locomoção de casa para o trabalho ou escola leva mais de uma hora por dia. Nos municípios com mais de 100 mil habitantes, esse percentual sobe para 32%.

A principal razão apontada pelos entrevistados (44%) para não usar o transporte público é a inexistência ou indisponibilidade nos horários em que necessitam.

Paralisação do trem

O Trensurb ficará sem funcionamento nesta quinta-feira (18/08), afetando cerca de 170 mil pessoas que utilizam diariamente o meio de transporte.

Segundo o Diretor Jurídico do Sindimetrô (Sindicato dos Metroviários do Rio Grande do Sul), Leonardo Miranda Freitas, a exigência da categoria é a manutenção da carga horária, que hoje é de 36 horas semanais. A empresa afirmou que irá cumprir com o aumento salarial de 6,36%, exigido pelos metroviários, mas quer elevar a carga horária para 40 horas semanais.

Em assembleia programada para esta tarde, o Sindimetrô deve definir se retoma ou não suas atividades ainda hoje. A greve causou transtornos para quem se dirigiu à capital pela BR-116, que ficou congestionada. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e a Metroplan colocaram ônibus extras nas ruas para tentar amenizar os problemas.

Fonte: Zero Hora

Créditos Destaque: Zero Hora