Foto: Arquivo Pessoal

Foi um carnaval que passou…

Das célebres marchinhas aos sambas-enredo que contam grandes histórias ou mesmo são manifestações de resistência cultural, o Carnaval traz para muitas pessoas boas recordações. Desfiles e bailes, com toda a sua alegria, brilho, cor e criatividade ficaram na memória dos foliões, que hoje, por causa da pandemia de Covid-19, não farão festa, mas relembrarão outros tempos…

Foto: Arquivo Pessoal

Não há como falar da história da Família Nascimento sem falar da Acadêmicos de Gravataí e vice-versa. O casal Adalberto (in memoriam) e Vera Nascimento fez parte do grupo fundador da escola de samba. A dedicação de ambos à entidade sempre foi admirada por quem acompanha de perto o trabalho desenvolvido a cada Carnaval. Aos 80 anos, Vera explica “deixa para os mais jovens” a participação na avenida, quando os desfiles forem retomados, mas tudo o que viveu junto à agremiação será lembrado com carinho. “Sempre adorei o Carnaval. Costurava todos os anos, fazia tudo pela Acadêmicos e torço até hoje. Saía todos os anos como destaque”, conta a senhora, que sente saudade do tempo em que ocorriam desfiles pelas ruas de Gravataí. “Foram tantos carnavais bacanas, lindos, mas o que mais me deixou emocionada foi meu esposo e eu sermos fundadores da escola e agora meu neto ser presidente (Anderson Nascimento)”, comenta.

*Esta matéria integra o especial de Carnaval da Evidência de fevereiro.