Funcionários do primeiro e terceiro turnos da fábrica da General Motors, do Complexo Industrial Automotivo de Gravataí, votaram pela paralisação dos trabalhos. A decisão foi tomada em assembleia realizada na manhã de hoje (24/04). Às 14h30min, nova votação será feita com o segundo turno de funcionários.

Dentre as reivindicações estão a equiparação salarial na comparação com a categoria que atua nas unidades de São José dos Campos e São Caetano do Sul, em São Paulo. Para isso, é necessário um aumento de quase 70%, passando dos atuais R$ 1.022,00 para R$ 1.712,00. Outro ponto exigido é igual valor em participação nos lucros.

Por meio de sua assessoria de comunicação no Estado, a GM informou que vai aguardar um comunicado oficial do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí para se manifestar sobre a paralisação.

Fonte: Zero Hora / Estadão

Créditos destaque: Bruno Alencastro/Agência RBS