A construção do Hospital Regional do Vale do Gravataí, que tem sido debatida desde 2010, parece ter chegado a uma definição. Segundo o secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, o projeto original foi alterado pelo governador Tarso Genro, beneficiando quatro cidades: Gravataí, Alvorada, Cachoeirinha e Viamão.

Enquanto Gravataí receberá o empreendimento do novo hospital, os demais municípios, que já têm hospitais públicos, serão contemplados com mais 250 leitos cada. Sendo assim, os mil leitos não estarão mais concentrados em um único local, conforme previsto anteriormente. Entre os leitos do hospital de Gravataí, a expectativa é que 40 sejam de UTI e 20 de UTI neonatal.  A notícia foi divulgada hoje pelos jornais Correio de Gravataí e Jornal de Gravataí.

O projeto do Hospital Regional do Vale do Gravataí tem um custo estimado em R$ 140 milhões (80% de recursos federais, 15% de recursos estaduais e 5% de verbas municipais, além da área), sendo metade para a construção e outra parte para equipamentos. Gravataí já ofereceu ao governo estadual dois terrenos para a construção, ambos localizadas junto à ERS-118, o que facilitaria o acesso de moradores de cidades próximas. O novo hospital, entretanto, deve demorar a sair do papel, pois a conclusão do projeto está prevista para o ano que vem.  

Fonte: Correio de Gravataí, Jornal de Gravataí e site da Prefeitura de Gravataí

Créditos destaque: Sxc.hu