A General Motors anunciou, nesta terça-feira (10), sua nova presidente-executiva: Mary Barra, de 51 anos, ocupará o cargoa partir de janeiro. Esta será a primeira vez que uma mulher irá comandar a montadora.

O atual presidente, Dan Akerson, se retirou da companhia após a descoberta que sua esposa está com câncer em estágio avançado. Mary era vice-presidente de desenvolvimento global de produtos e tem 33 anos de experiência no setor. A mudança faz parte do acordo que inclui a nomeação de Tim Solso para o cargo de presidente do conselho da GM, que também era ocupado por Akerson.

Ultimamente, a GM tem enfrentado alguns problemas, pelos quais aguardam a executiva. Entre eles estão a queda de lucros nas operações fora dos Estados Unidos. No início do mês, a montadora anunciou que vai desistir da marca Chevrolet na Europa até o final de 2015, para concentrar recursos no desenvolvimento da Opel e da Vauxhall. Também há a expectativa de a empresa reduzir sua produção na Austrália e na Coreia do Sul.

Apesar de o lucro da montadora ter caído no último trimestre, as operações americanas apresentaram um bom desempenho. No Brasil, as vendas de veículos chegaram ao seu auge e entram agora em uma trajetória de queda.

Fonte: Zero Hora

Créditos destaque: Steve Fecht/GM/Divulgação