O ano de 2014 será de crescimento para o comércio. Uma análise de diversos fatores leva a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS a estimar um aumento de 7% a 8,5% no consumo e alta de 5,5% a 7% no PIB. Entre os motivos para o otimismo do setor estão a perspectiva de uma boa safra agrícola e a situação cambial favorável para a exportação.

Além disso, o desemprego deve continuar com patamares reduzidos, aumentando a renda do trabalhador. A desvalorização do Real aumenta a competitividade da exportação estadual, o que gera oportunidades, especialmente, para as indústrias calçadista e moveleira. A alta dos preços de produtos importados também é favorável, pois melhora o consumo da produção interna de alimentos, bebidas e vestuário. Além desses fatores, é impossível não considerar os benefícios que a Copa do Mundo vai trazer para o comércio.

“O fato de Porto Alegre sediar um jogo da Argentina vai fazer com que o Rio Grande do Sul receba um fluxo inédito de turistas. O desafio será manter a visibilidade gaúcha para o mundo no futuro”, destaca o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

Apesar das boas previsões para 2014, alguns pontos podem gerar problemas para o comércio. A substituição tributária e ICMS de fronteira interestadual são impasses ainda não resolvidos e que podem prejudicar o desempenho dos pequenos estabelecimentos comerciais optantes pelo SIMPLES.

Fonte: FCDL-RS

Créditos destaque: Marcelo Matusiak