O sonho de se tornar piloto virou realidade para Gustavo. Imagens: Reprodução e Arquivo Pessoal

Quando Gustavo Gules Goularte (40) foi capa, em novembro de 2001, eram muitos os seus sonhos. Um deles era se tornar piloto. Ele já cursava Ciências Aeronáuticas na época. “A grande maioria dos sonhos se realizou e sou muito grato e feliz com tudo. A vida é uma bênção. Tudo deu certo. Às vezes, de uma forma bem diferente de como eu imaginava. Queria ser piloto e consegui me realizar numa grande empresa aérea brasileira. Outro sonho era ter uma família feliz e unida. Hoje, tenho uma família maravilhosa”, comenta o esposo da médica Mercedes Balkey e pai das estudantes Bianca e Isabela.

Orgulhoso da trajetória pessoal e profissional que construiu com muita dedicação, Gustavo conta que, apesar de todas as adaptações impostas pela pandemia de coronavírus, o período que vivemos oportuniza a reavaliação do que importa. “A vida é maravilhosa! Logo, tudo vai passar e voltar ao normal: vamos abraçar, beijar, ficar perto das pessoas que amamos, sair, nos divertir, aproveitar a vida!”

*Esta matéria integra a seção comemorativa de 35 anos da Revista Evidência e foi publicada na edição de outubro.