Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

Depois de 10 meses de luta contra um vírus até então desconhecido, às 23h45min de segunda-feira (18/1), o Rio Grande do Sul teve os cinco primeiros vacinados contra a Covid-19. Pertencentes aos grupos de risco prioritários do Plano Nacional de Imunizações, Eloina Gonçalves Born, de 99 anos, moradora do Residencial Geriátrico Donna Care; Jorge Amilton Hoher, 68 anos, médico-chefe do serviço de Medicina Intensiva da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre; Carla Ribeiro, 32 anos, da etnia kaingang e residente da Aldeia Fag Nhin, na Lomba do Pinheiro; Joelma Kazimirski, 48 anos, auxiliar de higienização do Grupo Hospitalar Conceição; e Aline Marques da Silva, 40 anos, técnica de Enfermagem CTI Covid do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), se tornaram símbolos do início da imunização no RS. Os cinco receberam a primeira dose da CoronaVac em um ato simbólico no saguão do HCPA.

Nesta terça-feira (19/1) serão definidas as quantidades por município, após o trabalho nas coordenadorias regionais de saúde (CRS) de separar as caixas para cada cidade, seguindo os critérios populacionais dos grupos prioritários. Após, as prefeituras dos 497 municípios devem retirar na respectiva CRS o quantitativo proporcional à população a ser vacinada. Inicialmente, o público a ser vacinado são os profissionais de saúde da linha de frente em hospitais, Atenção Básica e rede de urgência e emergência; pessoas acima de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPI) – asilos – e população indígenas aldeadas.

Vacinação em Gravataí

De acordo com a Prefeitura, Gravataí está pronta para começar a aplicar as primeiras doses da vacina contra a Covid-19, tão logo o imunizante seja entregue pelo Governo do Estado, o que deve ocorrer nesta terça-feira. Durante live transmitida pelo Facebook na noite de segunda (18/1), o prefeito Luiz Zaffalon, ao lado do vice-prefeito, Dr. Levi Melo, e do secretário municipal da Saúde, Régis Fonseca, detalhou os procedimentos de vacinação nessa primeira fase de imunização.

Nesta etapa, deverão ser vacinadas em torno de 2,5 mil pessoas, entre trabalhadores da saúde e população prioritária, conforme o Plano Nacional de Vacinação. O secretário da Saúde afirma que ainda não se tem o número exato de vacinas que devem chegar nesta terça-feira. Estes dados nos serão pela 1ª Coordenadoria Regional de Saúde. Dr. Levi relembrou que a vacina é o primeiro passo para um novo normal, mas que até uma total imunização, os protocolos e cuidados devem ser mantidos. “O início da vacinação não é o ‘liberou geral’. Devemos manter os cuidados para evitar a propagação do vírus. Uso de máscara, álcool em gel e não realizar aglomerações é fundamental.”

Primeiros imunizados na cidade

Os nomes dos profissionais de saúde escolhidos são: Eliane Dornelles Gomes, enfermeira do PAM que está atuando na ala Covid e representa a Rede de Urgência e Emergência; Mariana Santiago Siqueira, enfermeira coordenadora da USF Parque dos Anjos que faz o acolhimento e triagem dos pacientes com suspeita de Covid, da Atenção Básica; André Schnomberger é auxiliar de laboratório do SAE e trabalha nas coletas dos testes; representando os Centros Especializados; e Viriato Corrêa, enfermeiro do Hospital de Campanha desde o início de funcionamento da estrutura, representando o Hospital Dom João Becker.

As doses serão distribuídas, a partir da Vigilância em Saúde (Viemsa), nas 29 salas de vacina do município, para imunização das equipes de vacinadores e linhas de frente que atuam na atenção básica e dos demais trabalhadores que prestam assistência direta a pacientes com a Covid-19. Para a imunização nas instituições de longa permanência serão disponibilizadas equipes volantes, conforme informações já fornecidas por estas instituições.

*Informações da Prefeitura de Gravataí e Governo do Estado