Reprodução da internet

Dias após a Prefeitura anunciar que a empresa Mercado Livre havia desistido de abrir um centro de distribuição em Gravataí e atribuir a perda à conduta da administração estadual nas negociações, o Governo do RS confirmou que a unidade não será instalada na cidade. Com isso, a região perdeu a oportunidade de gerar mais de 2 mil empregos. Inicialmente, em nota oficial publicada no dia 19 de junho, a administração estadual afirmou que ainda não havia sido informada sobre a decisão. Na tarde de quarta-feira (24/6), no entanto, a notícia foi confirmada. “A Secretaria da Fazenda recebeu e analisou tecnicamente as solicitações protocoladas, tendo o diálogo com os representantes da empresa sido permanente, cordial e construtivo. As negociações foram realizadas até a terça-feira (23/6), sendo que, na semana passada, embora houvesse manifestações sobre a desistência da empresa, o governo do Estado mantinha as tratativas iniciadas em 2019, que passaram por diferentes etapas, como é natural nesses casos”, afirma o Governo do RS.

Na nota, o governo aponta ainda que “a decisão da empresa não afeta as atividades já mantidas por ela no Rio Grande do Sul, que seguem em operação, inclusive com o anúncio de promover uma expansão de negócios no Estado, o que reforça a qualidade dos contatos feitos ao longo desse tempo” e que “permanece aberto para retomar as negociações a qualquer momento.”