Astrônomos norte-americanos publicaram, na última quinta-feira (11/08), a descoberta do planeta mais escuro já conhecido. O TrES-2b é um planeta gasoso que gira em torno de uma estrela a 750 anos-luz da Terra. Seu tamanho é semelhante ao de Júpiter, maior planeta do Sistema Solar. O achado foi feito com dados da sonda Kepler, telescópio da Nasa que estuda planetas distantes.

O astro reflete menos de 1% da luz que incide sobre ele. Isso o faz mais escuro que qualquer outro, e também mais preto que o carvão. A intensidade da cor intriga os cientistas. “Não está claro o que é responsável por deixar esse planeta tão extraordinariamente escuro”, reconheceu David Spiegel, da Universidade de Princeton. “Contudo, não é completamente preto. É tão quente que emite um brilho vermelho bem fraco, como uma brasa perto de se apagar ou o rolo de um fogão elétrico”, acrescentou.

Fonte: G1

Créditos Destaque: David A. Aguilar (CfA) / Divulgação