Foto: Arquivo Pessoal

Na próxima segunda-feira (19/4), a Escola Municipal de Ensino Fundamental Bom Jesus completa 56 anos. Por causa da pandemia, não haverá atividades presenciais, mas, em alusão ao aniversário, a professora Karine Rocha Rodrigues produziu um material que resgata a história da instituição. Confira alguns fatos marcantes citados pela educadora:

Registros históricos

– A EMEF Bom Jesus foi fundada em abril de 1965 e reconhecida pela fiscal de ensino, professora Maria Antonieta, no ano seguinte. Nesta época, a escola funcionava na casa da professora Maria Izolina dos Santos e tinha 11 alunos matriculados. Em seguida, passou a funcionar no salão da igreja da comunidade. A professora Maria Izolina era muito devota do menino Jesus e é por isso que a escola levou este nome.

– Em 1971, foi construído um pavilhão de madeira com duas salas de aula, secretaria e cozinha. A escola funcionou durante sete anos com uma única professora. Em 1978, foi inaugurado um novo prédio com quatro salas de aula.

– De 1978 a 1990, a escola participou dos desfiles da Semana da Pátria e apresentações da Semana Farroupilha com o grupo de alunos do próprio CTG da instituição.

– Em 1980, a escola troca de nome passando a ser chamada de Escola Municipal Prof. Ervino Barth. Em 1981, foi inaugurada a pracinha da escola e do pavilhão de alvenaria que substituiu o primeiro de madeira. Também em 1981, foi inaugurado o segundo pavilhão de alvenaria e um bloco administrativo com cozinha, sanitários e sala de reuniões, além de uma quadra de vôlei. A escola contava com 350 alunos. Neste mesmo ano, a instituição voltou a se chamar Bom Jesus.

Foto: Arquivo Pessoal

– A primeira festa junina aconteceu em junho de 1982. Desde 1984, a escola oferta a 5ª série. Em 1987, a instituição passou a trabalhar todas as séries do ensino fundamental.

– Em 1993, a escola passou a oferecer o ensino regular do 1º grau no noturno. Também em 1993, foi inaugurada a quadra de areia e ocorreu a 1ª Mostra Científica.

– Em 1994, foram construídas as salas da pré-escola e a biblioteca. Dois anos depois, foi construída a quadra de esportes.

– Em 2001, houve um incêndio que destruiu o pavilhão de madeira com salas de aula. Em 2002, a escola conquista, via Orçamento Participativo, a construção de um prédio de alvenaria para substituir o que queimou no incêndio.

– Em 2013, com o início do Projeto Mais Educação, a escola construiu mais duas pequenas.

– Em 2015, a escola comemorou 50 anos com um jantar baile no CTG Pialo da Saudade.

Foto: Arquivo Pessoal

– Em 2018, a escola passou a receber crianças de Pré 1 com quatro anos de idade, abrindo mais duas turmas de Educação Infantil.

– Em 2020 foi inaugurado o Ginásio de Esportes.

Direções desde a fundação

1965 a 1972 – Maria Izolina dos Santos

1973 a 1974 – Daura Gonçalves dos Santos

1975 a 1977 – Maria Amélia Correa Muller

1978 a 1983 – Ana Maria Fogaça

1984 a 1986 – Rosângela da Silva Paim

1987 – Alvarina Meregalli

1988 – Maria Júlia Rocha

1989 a 1990 – Diretora: Marilu Alano da Silva/ Vice: Rosângela da Silva Paim

1991 – Diretora: Rosa de Souza Ribeiro/ Vice: Luzmari

1992 – Diretor: Ubirajara Gomes da Silva/ Vice: Márcia Simas

1993 – Vice do noturno: Lauro Rabello da Silva

1994 a 1995 – Diretor: Lauro Rabello da Silva/ Vices: Christine Vieira Castro, Maria do Carmo Machado e Cláudia Estela Ballejos Seleri

1996 a 1999 – Diretor: Lauro Rabello da Silva/ Vices: Christine Vieira Castro e Cláudia Estela Ballejos Seleri

2000 a 2002 – Diretor: Lauro Rabello da Silva/ Vices: Christine Vieira Castro e Cláudia Estela Ballejos Seleri

2003 a 2005 – Diretora: Mariléia Gessi Machado/ Vices: Regina Maria Santiago Ferreira e Márcia Laureano Simas

2006 a 2008 – Diretora: Mariléia Gessi Machado/ Vices: Regina Maria Santiago Ferreira e Márcia Laureano Simas.

2009 a 2011 – Diretor: Lauro Rabello da Silva/ Vices: Roseni Rosa Rocha e Cláudia Estela Ballejos Seleri

2012 a 2014 – Diretor: Lauro Rabello da Silva/ Vices: Roseni Rosa Rocha e Cláudia Estela Ballejos Seleri

2015 a 2017 – Diretor: Lauro Rabello da Silva/ Vices: Roseni Rosa Rocha e Simone Lorenci

2018 até os dias atuais – Diretor: Maurício Torres de Almeida/ Vices: Cristiane Martins de Luz e Sandra Maria Mariot Lazzarotto