As mais diversas manifestações da música estão sendo apresentadas pelos alunos das 12 escolas de educação infantil, 20 de ensino fundamental e 5 comunitárias do município no chamado "Encontrão" do MAI (Música, Ação e Inclusão). O projeto, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, completou 10 anos e beneficia cerca de três mil alunos da rede municipal, que podem ter acesso ao ensino de instrumentos musicais, como violão, teclado, sopro, percussão, além da dança e do teatro.

Segundo a coordenadora do projeto, Alessandra Fofonka, o MAI conta com nove educadores sociais, ônibus com motorista e está presente em diversos eventos da Prefeitura. "Milhares de crianças já passaram pelo MAI e algumas delas seguiram pelo caminho da música e foram estudar na OSPA (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre)", contou.

Muitas homenagens se seguiram ao longo da noite: professores, educadores sociais, secretários, coordenadores e todos aqueles que de alguma forma colaboraram para o sucesso do projeto. A professora Mara Tressoldi, que deu início ao MAI em Cachoeirinha, foi lembrada.

Grupos presentes:

Na quarta-feira, apresentaram-se os grupos das escolas Dagmar Mucillo, Fada Madrinha, Getúlio Vargas, Jardim do Bosque, Costa e Silva, Granha Esperança e Tiradentes. Na quinta-feira, é a vez dos grupos do CMAEEL, Ivo Rech, Granjinha, Carlos Wilkens, Portugal, Alzira, Vista Alegre, Getúlio Vargas, Natálio, Osmar Stuart, Castro Alves, Papa João XXIII, Dagmar Mucillo, José Victor, Tiradentes, Zanchetta e Maria Fausta. O Encontrão começa às 17 horas, no CTG Rancho da Saudade.

Fonte: DCS/PMG/Vanessa Martins
Crédito Destaque: Fernando Planella