Sogil, Transcal e Stadtbus ainda não apresentaram uma definição quanto à paralisação que deve ocorrer nesta quinta-feira (11/07). Segundo Cândida Gomes, supervisora de comunicação da Sogil, a empresa está conversando com sindicatos, prefeituras e demais órgãos envolvidos para decidir se o transporte público funcionará normalmente neste dia.

Na quinta-feira, centrais sindicais gaúchas planejam uma greve geral para o chamado Dia Nacional de Lutas. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a Pauta Trabalhista.

Pontos como fim do fator previdenciário, redução da jornada de trabalho para 40 horas sem redução do salário, abertura dos postos de saúde 24 horas, menos impostos e reforma agrária são algumas das reivindicações das categorias.

Créditos destaque: sxc.hu