Foto: Caio Proença

O projeto “Era uma vez um RS seguro com arte”, proposto pelo artista Guilherme Ferrêra, da Rococó Produções Artísticas e Culturais, e financiado por meio da Lei Aldir Blanc (edital 09/2020) iniciou uma intensa programação, na terça-feira (6/4). As atividades seguem até o dia 12 de abril pelo canal no YouTube do grupo. Serão realizadas apresentações do premiadíssimo espetáculo teatral “Era uma vez: Contos, Lendas e Cantigas”, oficinas de contações de histórias, com acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva, além de bate-papo com os espectadores.

A iniciativa vai atender 18 comunidades que se encontram no Programa RS SEGURO – Programa Transversal e Estruturante de Segurança Pública. Roger Santos, assistente de produção, destaca que a adaptação do projeto é o resultado de meses de esforço e trabalho em busca de um objetivo: “levar arte e educação a quem mais precisa neste momento tão conturbado da nossa história, o público infanto-juvenil”.

O projeto

Produção: Rococó Produções Artísticas e Culturais

Elenco: Guilherme Ferrêra e Henrique Gonçalves

Equipe técnica: Roger Santos

Videomaker: Julio Estevan

Tradutora de Libras: Celina Xavier

36 exibições do espetáculo teatral “Era uma vez: Contos, Lendas e Cantigas”

Foto: Rodrigo Kão

Reinventado para o formato virtual, o espetáculo revisita as lendas de Nossa Senhora Aparecida e do Negrinho do Pastoreio, abrindo espaços para trabalhar a transversalidade dos elementos das Culturas Afrodescendente e Gaúcha, além de uma reflexão sobre o bullying e as diferenças, trabalho infantil e os aspectos que auxiliam na formação da identidade. É entremeado por cantigas extraídas do Cancioneiro Popular Gaúcho e especialmente compostas, executadas ao vivo acompanhadas por violão e percussão. Vale-se de recursos cênicos simples e poucos objetos, abrindo espaço para que o espectador imagine, envolvendo-se, criando imagens e estimulando lúdico em uma atmosfera de interação.

18 exibições da Oficina de Contação de Histórias – Ministrante Guilherme Ferrêra

A oficina propõe a investigação de diferentes mecanismos de contar uma história no teatro contemporâneo, explorando linguagens e modos de enunciar um discurso. Apresentando diversas formas de conduzir uma narrativa através da contação de histórias.

Bate-papo com os espectadores (reunião em sala virtual)

Após cada uma das ações, o grupo se reunirá através de um link para bate-papo com os espectadores para esclarecer dúvidas e questões acerca dos trabalhos apresentados.