O evento, tradicionalmente realizado na Praça da Alfândega, será totalmente online em 2020. Foto: Diego Lopes/Feira do Livro Porto Alegre

“Em 2020, nossos espaços mudaram. Passamos a acompanhar a vida pelas formas de quadrados e retângulos, de janelas e telas. Criamos distâncias físicas mesmo nos aproximando emocional e coletivamente. Nesse universo, a arte e o conhecimento ganham destaque em áreas como a música, o teatro, o cinema. E no formato criativo e herdeiro da tradição oral de contar histórias: o livro. Na sua 66ª edição, a Feira do Livro de Porto Alegre realizará todos os seus eventos com transmissão online e gratuita, mantendo o caráter popular que a caracteriza.” Com essa apresentação, a Câmara Rio-Grandense do Livro destaca como será o evento deste ano, cuja abertura oficial está marcada para sexta-feira (30/10), às 18h30min. A programação completa pode ser conferida no site da Feira. As atividades serão realizadas até 15 de novembro, com base no tema “Janelas abertas para a Praça”.

Patrono

Este ano, o patrono da Feira do Livro de Porto Alegre é Jeferson Tenório, nascido no Rio de Janeiro, em 1977. Ele se mudou para Porto Alegre com 13 anos de idade. Graduou-se em Letras pela UFRGS, onde também obteve seu título de mestre em Literaturas Luso-Africanas, com uma dissertação sobre o moçambicano Mia Couto. Atualmente, é doutorando em Teoria Literária pela Escola de Humanidades da PUCRS e professor de Português e Literatura na rede pública de ensino de Porto Alegre.

Em agosto de 2020, publicou seu terceiro romance, O avesso da pele, pela Companhia das Letras, um livro que levanta um debate atual e necessário sobre racismo. Tenório estreou como romancista com a obra O beijo na parede, publicada em 2013, pela Sulina. O livro lhe rendeu o prêmio de Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores. Em 2018, o livro entrou para o PNLD (Plano Nacional do Livro e do Material Didático), do Ministério da Educação, e passou a ser distribuído para as escolas públicas. Seu segundo romance, Estela sem Deus, foi publicado em 2018, pela editora Zouk.

Fonte: Câmara Rio-Grandense do Livro