A presidente Dilma Rousseff assinou, nesta segunda-feira (16), no Palácio Piratini, o contrato para a construção das plataformas Floating Production Storage and Offloading (FPSOs) P-75 e 77 no Polo Naval de Rio Grande. As FPSOs produzem, armazenam e transferem petróleo. 

Dilma afirmou que o polo naval da cidade deve gerar 18 mil empregos e movimentar US$ 6 bilhões nos próximos anos. A presidente lembrou, ainda, a destinação dos royalties do pré-sal para a educação e saúde. “Vamos destinar 75% para educação e 25% para saúde, e tudo o que puder ser construído e produzido no Brasil, nós vamos fazer aqui", disse. 

Segundo a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foester, das oito plataformas em construção, as três principais estão no Rio Grande do Sul. "É um trabalho intenso e uma curva de aprendizado grandiosa. Nós estamos muito próximos de voltar a ser o centro de excelência da indústria naval no mundo", afirmou.

Participaram da cerimônia o governador Tarso Genro, o ministro de Minas e Energia Edson Lobão, a ministra de Direitos Humanos Maria do Rosário e autoridades estaduais e municipais. A cerimônia, que ocorreria no Estaleiro Rio Grande 1 (ERG1), foi transferida para a sede do Executivo, na manhã desta segunda, devido às fortes chuvas que atingem o município. 

Fonte: http://www.rs.gov.br/

Créditos destaque: Caco Argemi/Palácio Piratini