O acidente ocorrido na Estrada do Mar, na virada do ano, que vitimou a bailarina gravataiense Alaíde da Silva Linck (28) e o taxista Ivo Ferrazo (63), além de ferir a jovem Karine Flores (25) – que permanece em estado grave, gerou muita comoção e revolta por aqueles que acompanham o caso.

A tragédia foi causada pela modelo Tatiele da Silva Costa, que, segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar, estava com sinais de embriaguez e não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O dono do carro, que estava junto na hora do ocorrido, é o empresário e suplente de vereador Paulo Correa Júnior. Os dois estavam dentro de um Vectra que bateu de frente contra o Prisma de Alaíde. O taxista Ivo também acabou se envolvendo no acidente.

Na manhã desta quinta-feira (05/01), os acusados receberam alta do Hospital São Vicente Paulo, de Osório. Eles responderão ao processo em liberdade provisória. A advogada da dupla, Kelly Menezes, deverá pleitear, junto ao juiz responsável, para que a apresentação da modelo aconteça de maneira discreta, temendo pela integridade física de seus clientes, tendo em vista o clamor popular que o episódio envolve.

Fonte: Zero Hora / Correio do Povo

Créditos Destaque: Ricardo Duarte / Agencia RBS