Primeira videoperformance foi lançada na noite de 5 de abril. Imagem: Reprodução do Instagram

Na noite de segunda-feira (5/4), foi lançado o projeto Corpas Femininas na Ruptura do Caos – Uma Instalação Cênico Performática Visual, produzido por integrantes do Grupo de Estudos Teatrais de Gravataí (GET). A iniciativa, que foi contemplada e financiada pela Lei Federal 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc), é desenvolvida pelos artistas Laís Ramos, AJeff Ghenes, Eulália Figueiredo, Armando Barden e Natália Izaguirre. A proposta era a ocupação de espaços públicos do município para apresentação do trabalho, porém devido ao atual quadro da pandemia, o grupo readequou o formato, optando por disponibilizar vídeos em suas redes sociais.

Temática do projeto

Imagem: Divulgação

Os idealizadores do projeto explicam que diante do atípico momento vivido foi gerado um caos de sentimentos, sensações e aflições. Refletir sobre isso, sobre si, as outras e “tudo o que tenciona e dilata em nós” é uma das propostas do trabalho, que alerta para a necessidade de “transformar e ressignificar as dolorosas cicatrizes já criadas, advindas de uma falha estrutural consolidada no patriarcado”. Através das videoperformances são apresentadas histórias de diferentes “corpas femininas e seus dilemas ao enfrentar os conflitos e prazeres de um cárcere coletivo e privado”.

Próximos lançamentos e votações

Dias 8, 12, 15 e 19 de abril, às 20h30min

Às segundas e quintas-feiras serão publicados vídeos e realizadas votações (para definição das próximas performances) nos perfis do Instagram (@get_ogrupoteatral) e Facebook (GET – Grupo de Estudos Teatrais). Os vídeos possuem legendas e tradução em Libras.

Exibições de outros vídeos

Dias 7, 10, 14, 17 e 21 de abril, às 20h30min

Às quartas-feiras e sábados, no canal do GET no YouTube, serão lançados os vídeos que não foram votados para serem exibidos.

Live de encerramento

Ao final do projeto, um bate-papo em formato de live será transmitido pelo canal do GET no YouTube. A atividade ocorrerá no dia 28 de abril, às 20h30min, e está intitulada como “Escolhas em Xeque – Mesa de Diálogos”.