Foto: Divulgação/PMG

Segundo a Defesa Civil, devido às chuvas dos últimos dias, o Rio Gravataí se mantém em recuperação. Faltando apenas 75 centímetros para atingir o seu nível normal, que é de 2,6 metros, a possibilidade de racionamento agora é baixa. Esse cenário é justificado pelo volume de chuvas que alcançou a média esperada para o mês de maio, atingindo 119 milímetros. “As águas das cabeceiras vindas de outras localidades como Caraá, Santo Antônio da Patrulha, Viamão, Glorinha e outras contribuições de fontes hídricas ao longo do Rio levam de dois a três dias para chegarem até a cidade. Por isso podemos ter um aumento ainda maior no volume”, explicou o coordenador da Defesa Civil de Gravataí, Paulo Roberto de Almeida.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a chuva nos meses anteriores ficaram muito abaixo da média, agravando ainda mais o período da estiagem e afetando o Rio Gravataí. Os 119 milímetros de precipitação no mês de maio ultrapassam essa média, que é de 90 a 114,7 mm, mas não excluem a necessidade de um consumo consciente. Paulo Roberto orienta a população sobre a necessidade de um cuidado com o uso da água. “Como Defesa Civil, não podemos pensar apenas no nível do Rio. Precisamos olhar para todas as áreas afetadas, sejam elas urbanas ou rurais. Como já disse, precisamos pensar no todo e realizar ações preventivas com a finalidade de amenizar os impactos causados pela estiagem. Mas, para isso, precisamos da ajuda de toda a população. Devemos manter o hábito de uso racional, a água desperdiçada hoje pode fazer falta amanhã”.

Fonte: Prefeitura de Gravataí