Foto: Divulgação/PMG

O prefeito Marco Alba assinou na manhã de segunda-feira (1/6), a ordem de início da obra do Complexo de Educação Especial Irmã Soledade. O local, neste primeiro momento, abrigará a Escola Municipal de Ensino Especial Cebolinha e o Centro de Educação Especial. O prazo da obra é de dez meses, e o valor estimado é de cerca de R$ 8,1 milhões. Na área, no bairro Aliança, também será construído um ginásio poliesportivo e um auditório com capacidade para 120 lugares.

A secretária municipal da Educação, Sônia Oliveira, revela que a capacidade de atendimento da Escola Cebolinha irá dobrar, passando das 80 vagas para 160. Além disso, os cerca de 1,1 mil alunos que possuem alguma especificidade de ensino poderão receber atendimentos no contraturno de aula, como, por exemplo, nas salas de recurso e nos consultórios psicológicos. Ela afirma que, em um segundo momento, a Escola Municipal de Ensino Especial para Surdos também se mudará para o complexo.

O nome escolhido para a instituição é uma homenagem à Regina Bristot, a Irmã Soledade, e também ao trabalho desenvolvido pela Congregação Imaculado Coração de Maria. A religiosa, que fará 100 anos em 9 de novembro deste ano, veio para Gravataí em 1949, onde morou até 2011.

*Informações da Prefeitura de Gravataí